quinta-feira, 5 de julho de 2007

Patrimônio

Vejo as pessoas se preocuparem com os patrimônios culturais, artísticos, históricos, étnicos, etc...
Acho super válida a idéia da preservação desse tipo de "acervo" humano, ou seja, produzido pelas "mãos" do homem, seja de maneira direta ou indireta.
No entanto, não são raras as vezes em que percebo um grande descaso em relação aos chamados PATRIMÔNIOS NATURAIS.
Impressiona-me bastante o fato de muitas pessoas não perceberem a importância da preservação de mananciais, florestas, serras, espécies (animais e vegetais), recursos naturais (sejam eles hídricos, eólicos ou de qualquer outro tipo), enfim, da PRÓPRIA VIDA, poderia dizer dessa forma.
Tão importante, NA VERDADE MAIS, que a preservação dos primeiros tipos de patrimônio que citei, no começo do texto, são os de ordem natural. A natureza é nossa generosa mãe, nos forneceu todas as condições necessárias para vivermos uma vida plena, uma vida equilibrada. Quem destrói toda essa harmonia??? NÓS HUMANOS! Diante disso eu pergunto: atear fogo na própria mãe, atacá-la com moto-serra, derramar sobre ela substâncias químicas altamente nocivas, matar seus filhos (NOSSOS IRMÃOS!!!), drenar seu sangue (A ÁGUA), enfim, violentá-la, ISSO É CERTO? ISSO É JUSTO? ISSO É RECONHECER, OU AGRADECER, POR TUDO QUE ELA FEZ E FAZ POR NÓS???

BASTA!!!

Nós podemos fazer tudo que quisermos, mas lembrem-se FAÇAMOS COISAS ÉTICAS e mais: CADA UM FAZENDO SUA PARTE, UMA REVOLUÇÃO ACONTECE.

Pense nisso leitor: adote posturas ecológicas em sua vida; seja pelo nosso planeta tudo o que ele sempre foi para você, faça por ele o que ele sempre fez por você.

Se tens um coração dentro do peito.......... Pense em todas essas coisas que escrevi.

Obrigado a todos!

Paulo Henrique Marques Lütkenhaus