domingo, 4 de maio de 2008

Estatísiticas dos resíduos no Brasil

Prezados amigos, aqui vão alguns dados estatísticos relativos aos resíduos, seu destino, reaproveitamento e reciclagem no Brasil.

No Brasil, a cada ano são desperdiçados R$ 4,6 bilhões porque não se recicla tudo o que poderia.
O Brasil é considerado um grande "reciclador" de alumínio, mas ainda reaproveita pouco os vidros, o plástico, as latas de ferro e os pneus que consome.
A cidade de São Paulo produz mais de 12.000 toneladas de lixo por dia, com este lixo, em uma semana dá para encher um estádio para 80.000 pessoas.
Somente 37% do papel de escritório é realmente reciclado, o resto é queimado. Por outro lado, cerca de 60% do papel ondulado é reciclado no Brasil.
Menos de 50% de produção nacional de papel ondulado ou papelão é reciclado atualmente, o que corresponde a cerca de 720 mil toneladas de papel ondulado. O restante é jogado fora ou inutilizado.
Pesquisas indicam que cada ser humano produz, em média, um pouco mais de 1 quilo de lixo por dia. Atualmente, a produção anual de lixo em todo o planeta é de aproximadamente 400 milhões de toneladas.


Perfil do lixo produzido nas grandes cidades brasileiras:
1. 39%: papel e papelão
2. 16%: metais ferrosos
3. 15%: vidro
4. 8%: rejeito
5. 7%: plástico filme
6. 2%: embalagens longa vida
7. 1%: alumínio


Índices da Reciclagem
Capitais em que há catadores nos lixões: 37,4%
Cidades com mais de 50 mil habitantes: 68,18%
Cidades com menos de 50 mil habitantes: 31,67%
Nas ruas
Capitais em que há catadores nas ruas: 66,67%
Cidades com mais de 50 mil habitantes: 63,64%
Cidades com menos de 50 mil habitantes: 31,67%
Lixões
Capitais com lixões: 25,93%
Cidades com mais de 50 mil habitantes (excluídas as capitais): 72,73%
Cidades com menos de 50 mil habitantes: 66,67%
Fonte: Pesquisa Água e Vida/Unicef


Comparativo da Reciclagem
Material / O Brasil recicla / Curiosidades:
Vidro - 5% das embalagens - O Japão recicla 55,5%.
Papel/papelão - 36% - O Brasil importa apenas para reciclar.
Plástico/filme (sacolas de supermercados) - 15% - Representa 3% do lixo urbano nas capitais.
PET (embalagens de refrigerantes) - 15% - O PET reciclado se transforma em fibras.
Óleo - 18% - Apenas 1% do óleo consumido no mundo é reciclado.
Latas de aço - 35% - O Brasil importa latas usadas para a reciclagem.
Pneu - 10% - O Brasil exporta pneu para a reciclagem.
Embalagens longa-vida - Não há dados - A incineração é considerada excelente combustível.
Fonte: Compromisso Empresarial para a Reciclagem (Cempre).


Soluções para os Resíduos Sólidos
Adotar a reciclagem como prática produtiva. Se o País reciclasse todas as latas de aço que consome, seria possível evitar a retirada de 900 mil toneladas de minério de ferro por ano e economizaria energia equivalente ao consumo de quatro bilhões de lâmpadas de 60 Watts.
Reduzir a quantidade de lixo produzido nas casas e nas indústrias.
Aproveitar tudo o que puder dos alimentos, economizando também nas quantidades. Por exemplo: talos, cascas e folhas de frutas, verduras e legumes são altamente nutritivos e, com um pouco de criatividade, podem ser transformados em pratos saborosos.
Pensar bem antes de jogar fora os restos dos alimentos. Será melhor colocá-los em uma embalagem e dar aos que têm fome do que alimentar os ratos que vivem nos lixões.
Reutilizar diversos produtos antes de jogá-los fora, usando-os para a mesma função original ou criando novas formas de utilização.
Doar o que ainda serve para outras pessoas e instituições de caridade. Exemplos: roupas a ser reformadas, móveis restaurados, vidros e plásticos transformados em utilidades.
Repensar os hábitos de consumo e de desperdício. Consumir o nescessário, mas sem exageros. É importante consumir produtos mais duráveis.
Não jogar papéis, latinhas e bitucas de cigarro nas ruas, pois vão direto para os bueiros, causando entupimentos e enchentes. Os únicos responsáveis pela poluição das águas, mares, rios e lagos somos nós, a população.


Pontos Positivos da Reciclagem de Resíduos Sólidos Urbanos
Altas taxas de reciclagem para materiais de valor e fáceis de separar
Ação de catadores de rua, que em muito contribuem para as taxas de reciclagem
Municípios com Coleta Seletiva e com programas sociais para inclusão de catadores
Venda de recicláveis é fonte de renda de muitas famílias

Fonte: www.ambientebrasil.com.br

quinta-feira, 1 de maio de 2008

DANCE, MONKEYS, DANCE

Crítica inteligente ao antropocentrismo.

Pensem, macacos, pensem!!!